Salve seu Logo!

[Matéria indicada por leitora do blog]

É normal encontrar empresas com logo marcas inspiradas em animais, que cativam e ficam subentendidos nas nossas vidas... E se alguém aproveitasse toda essa propaganda para ajudar os "modelos"?

A campanha "Salve seu logo" fez isso. A idéia é incentivar as empresas a investir na preservação das espécies símbolos de sua marca. No site ( http://www.saveyourlogo.org/en ouhttp://www.noahworld.org/) você pode ver as empresas que se juntaram ao projeto. Os primeiros foram a Lacoste, a Maaf e a Val d'IséreEla.




 

A campanha também criou o Fundo de Dotação para Biodiversidade (Endowment Fund for Biodiversity), que administrará os recursos doados para esta ação.


Eles também incentivam as empresas sem logo marcas a aderirem a idéia, representando fauna e flora e colaborando para sua preservação.

Imaginem como seria se todas as marcas colaborassem?













Que tal mudar sua logo?

Sustentabilidade na TV

Para quem acha que sustentabilidade é assunto apenas para sala de aula, aqui vai uma dica para aprender dicas ecológicas sem sair do sofá de casa:


Ecoprático, como eles mesmos ressaltam, é o primeiro reality show da TV Cultura. No programa, toda semana uma família é escolhida para "reciclar" seus hábitos relacionados à sustentabilidade do dia-a-dia. É uma transormação na casa e no comportamento dos participantes.

Os apresentadores Anelis Assumpção e Peri Pane:

Vale a pena conferir: Domingos 21h e quartas 19:30 no canal TV Cultura.

Para quem quer ver episódios anteriores, basta acessar o site do programa:

http://www.ecopratico.com.br/






Que tal mudar o canal?

O que fazer com o óleo de cozinha usado?



Os alimentos fritos representem uma grande porcentagem da (má) alimentação do brasileiros, logo, muito óleo é utilizado. Mas esse nosso amigo que ajuda na preparação de coxinhas, pastéis e bolinhos, além de fazer mal quando em excesso no nosso organismo, prejudica consideravelmente o meio ambiente se é simplesmente jogado na pia.

Veja porque:

*O óleo provoca o entupimento das tubulações nas redes de esgoto, aumentando em até 45% os custos de tratamento.

*Um litro de óleo pode contaminar até um milhão de litros de água.

*Na superfície da água, formam-se crostas de gordura que impedem a passagem de luz e dificultam a respiração aquática, o que prejudica tanto a vegetação quando os animais dos rios.

* No solo, os resquícios gordurentos formam uma espécie de capa oleosa que impermeabiliza o solo e dificulta o escoamento das chuvas, aumentando as chances de enchentes (Há quem desconfie que essa seja uma das causas das inundações na cidade de São Paulo).

*Além das enchentes, o óleo no solo entra em decomposição, soltando gás metano durante esse processo, o que causa mau cheiro, além de agravar o efeito estufa.




Então, que tal mudar um pouco?

Procure saber se no seu bairro há coleta de óleo para reciclagem. Basta ir guardando em uma garrafa pet até juntar um ou dois litros e entragar no devido local.

Para quem é do Recife, deixo aqui números de coletas que pegam o material na sua casa:

Bumerangue Reciclagem

Rua Itaituba, s/n, entre os lotes 7 e 8, Jardim Prazeres, Jaboatão dos Guararapes-PE

Fones: 3479-2677 / 3071-2476 / 8866-7120

Pega na residência a partir de um litro de óleo (em qualquer ponto da Região Metropolitana do Recife).

Disk Óleo

Rua Conde de Irajá, Torre, Recife-PE

Fone: 3227-2187

Pega na residência a partir de dois litros (em qualquer ponto da Região Metropolitana do Recife)




E se não tem coleta no seu bairro ou você quer tomar uma iniciativa mais divertida, deixo aqui uma receita de sabão ecológico que encontrei no blog Sturm und Drang da rede Ecoblogs:

SABÃO ECOLÓGICO

Material necessário:

*350 ml de óleo de soja usado

*1oo g de soda cáustica em escamas

*100 ml de água

*100 ml de amaciante.

*Recipiente

*Colher de pau



Passo-a-passo:

*Passe o óleo por uma peneira para retirar os resíduos de fritura.

*Misture o óleo ao amaciante e reserve.

*Dissolva a soda cáustica na água fria

*Adicione a soda cáustica diluída ao óleo.

*Mexa bem, durante 40 minutos (enquanto assiste a um filme, por exemplo, como a dona da receita indica).

*Despeje a mistura em um recepiente (você pode reaproveitar potes de margarina, manteiga etc)

*Coloque no freezer para endurecer mais rápido.

Depois de pronto, o sabão pode ser usado no próprio pote ou cortado em pedaços. É preciso esperar alguns dias, uma semana aproximadamente, para utilizar o sabão na limpeza doméstica. Não é aconselhável utilizá-lo para banho.



Você tem outras receitas? Dúvidas? oprojetomuda@gmail.com

Nós queremos saber o que mudou em você.

CD ou MP3 ?


Nós sempre achamos o preço dos CDs muito alto. Nós dizemos que a pirataria é algo errado, mas ainda compramos. Os artistas "perdem" o crédito por seu trabalho, nós perdemos em qualidade... Mas afinal, baixar ou não baixar?

Do ponto de vista ecológico, os CDs representam disperdício:

*Estudos de centros de pesquisa nos EUA mostraram que as emissões de carbono podem ser reduzidas em até consideráveis 80% quando o modelo de distribuição de música é via internet.

*Quando são considerados fatores como o processo de encarte dos discos, combustível gasto pelo transporte até as lojas e a maneira como os clientes se deslocam até os locais de compra, a redução das emissões podem girar entre 40% e 80% (mesmo considerando a energia gasta pelo computador do cliente para baixar uma música).

*Vale lembrar que um CD comprado na loja vem com aproximadamente 20 músicas. Gravando em casa no modo MP3 esse número passa para 150.

Mas e o artista? O encarte? O valor sentimental? O prazer de colecionar?

Bom, o melhor é saber medir a dose certa, agir com consciência:

*Se você gosta bastante da banda e da maioria das músicas, compre o CD.

*Se você só conhece aquela música que tocou na rádio, baixe apenas a música, você não pode presumir que gosta de tudo que a banda produziu.

*Se você ainda tem dúvida se compra ou não o CD, escute-o na internet para evitar a compra desnecessária. Mas se vale apena... prestigie seu ídolo.

Curiosidade: "In Rainbows", o CD mais novo da banda Radiohead, foi lançado na Internet para download. Os consumidores pagavam o que quisessem ou pudessem pagar. Uma semana depois "In Rainbows" estava no topo das paradas. A banda removeu o download do seu site antes de lançar nas lojas e vendeu 122 mil cópias nos EUA.

Ou seja, com um pouco de criatividade e consciência dá para conviver até com a pirataria.

E vocês, são a favor ou contra a pirataria?

Papel Reciclado


O papel corresponde a mais ou menos 40% do lixo urbano. Felizmente, a reciclagem industrial de papel atualmente recupera 30% dos papéis descartados no Brasil.

Uma tonelada de papel reciclado economiza em média:

*60 eucaliptos adultos

*2,5 barris de petróleo

*50% da água usada na fabricação normal (ou 30.000 litros)

*O volume de cerca de 3 metros cúbicos nos lixões e aterros.

Mas e os outros 70%? Bom, nós podemos dar a nossa ajuda:

*Fazendo blocos de rascunho com folhas que ainda tem um lado em branco (não canso de falar disso).

*Evitando impressões desnecessárias.

*Não aceitando propagandas impressas nas ruas. Se eles perceberem que não está funcionando eles param de entregar (tomara).

*Reciclando papel em casa.

Normalmente é no primário que nós (na aula de artes) fazemos papel machê, colagens de revistas, etc. Mas a nossa proposta de hoje é voltar à infância pelo meio ambiente e seguir a nossa última dica botando realmente a mão na massa:



“RECEITA” DE PAPEL RECICLADO

Do que você precisa:

*Papel usado, revistas, etc.

*Água

*Liquidificador

*Bacia

*Moldura de madeira com tela de nylon ou peneira reta (se você não tiver em casa, faça uma: molde um cabide de arame em formato retangular e vista nele uma meia calça, amarre bem)

*Jornal ou tecido

*Esponja

Como fazer:

1- Bata o papel picado no liquidificador até formar uma massa homogênea (ou misture com as mãos enquanto assiste a um filme). Proporção: ¼ de papel para ¾ de água.

2- Pegue a massa e despeje na bacia.

3- Mergulhe a moldura (ou o cabide de meia calça) na mistura para juntar uma camada de papel,

4- Retire o excesso de água por baixo da tela utilizando a esponja.

5- Vire a folha reciclada no jornal ou no tecido. Empilhe as folhas, lembrando de separá-las por tecidos ou jornais.

6- Coloque algo pesado em cima da pilha.

7- Depois de um tempo pendure a folha para secar.

*Para deixar colorido: acrescente papel crepon ou anilina na hora de bater o papel.

Aqui vai um vídeo que ensina a reciclar papel:







Divirta-se!

Decididos pelo 3! [1]

No post anterior (http://oprojetomuda.blogspot.com/2009/09/decida-pelo-3.html) eu falei da campanha decida pelo 3... Bom, apresento aqui duas decididas:



Mayana barros (esquerda)

1- Junta pilhas para entregá-las nos postos de entrega.

2- Leva na bolsa uma garrafinha para evitar o uso de copos plásticos.

3- Prefere andar para o colégio a ir de carro.

Jéssica de Oliveira (direita).

1- Usa ônibus: transportes coletivos garantem que muitos carros fiquem em casa (= menos fumaça!).

2- Escova os dentes com a torneira fechada.

3- Doa quando não precisa mais (tem gente que joga fora roupas, brinquedos etc... ??)

São pequenas coisas que mudam o mundo. E você, o que faz?

Decida Pelo 3



A "Decida Pelo 3" nos incentiva a ter pelo menos 3 atitudes por dia pensando na sustentabilidade do planeta. Como o próprio vídeo da campanha fala: pode ser apagar a luz, fechar a torneira, plantar uma árvore, catar uma latinha do chão, tomar um banho mais curto ou agir com ética. O importante é fazer.

Há, claro, quem diga que é apenas uma jogada de marketing para o banco, mas a ideia deixa de ser boa? Mais clichê que tomar uma iniciativa agora que estamos na "moda da sustentabilidade" é criticar quem toma a iniciativa. Se tem segundas intenções por trás dessa campanha, e daí? Era melhor o banco não ter feito nada? E as pessoas que se mobilizaram? Bom, contanto que nada nem ninguém se prejudique, eu apoio o "Decida pelo 3".



Aqui eu deixo 3 atitudes minhas:

1- Separo o lixo reciclável do orgânico e tento reutilizar o máximo que posso o reciclável (artesanato e tal).

2-Além de fazer blocos de folhas que ainda têm um lado em branco, reciclo papel.

3- Não saio mais sem mochila ou ecobag para não precisar de sacolas plásticas.

E você, quais são suas 3 atitudes? Deixe um comentário ou mande um e-mail para oprojetomuda@gmail.com com suas 3 atitudes e uma foto do seu "três" (como a minha) que nós postaremos aqui.

Vamos mudar?

Fonte Ecológica


A SPRANQ (empresa de comunicação) desenvolveu uma fonte ecológica: a ecofont!

O que ela faz? Gasta até 20% menos tinta por impressão. Eles tentaram triângulos, estrelas quadrados, listras, letras bem finas, letras ocas, mas o melhor resultado foi com a ausência dos círculos. A letra é perfeitamente legível.

O download você pode fazer aqui: http://www.baixaki.com.br/download/ecofont.htm

Depois (para quem não sabe) é só ir no Painel de Controle do seu computador e arrastar a fonte para a pasta "Fontes".



O objetivo da SPRANQ não é só economizar tinta. Através da Ecofont eles querem incentivar o uso consciente da impressão: Será que tudo que sai da impressora é realmente necessário? Eu precisava mesmo gastar aquela folha toda para imprimir um endereço? Eu preciso mesmo desse e-mail em mãos?

Seja no local de trabalho ou em casa, dá para economizar bastante se pensarmos um pouquinho.


Falando na tinta, que tal economizar o papel? Frente e verso é sempre bem vindo, usar rascunhos para fazer blocos de anotações é bem útil e que tal mudar da folha branca para aquela bem mais bonita (é sério, acho mais bonita) reciclada?

Dicas Rápidas - Energia

Mude: Lâmpadas incandescentes para fluorescentes.

*Por quê? Cerca de 80% da iluminação dos lares em todo o mundo é feita por lâmpadas incandescentes de baixa eficiência, o que significa cerca de 2 bilhões de unidades vendidas anualmente. A simples troca desse tipo de lâmpada por fluorescentes geraria uma economia de 3 bilhões de euros e reduziria a emissão de gás carbônico em cerca de 20 milhões de toneladas por ano.



Mude: Se não está usando desligue.

*O monitor consome a maior parte da energia necessária para o funcionamento do computador (80%). Portanto, configure seu computador para que o monitor desligue em caso de inatividade.

*Aparelhos eletrônicos em standby AINDA consomem energia. Até o carregador do celular na tomada (sem o celular conectado) desperdiça energia.

*Saiu do cômodo? Se incomoda de apagar a luz?

Mude: Organize e limpe mais.

*Parece incrível, mas limpar periodicamente todas as lâmpadas da casa pode ajudar a economizar energia.

*Manter os alimentos bem organizados na geladeira e mantendo espaço entre eles garante uma melhor circulação do ar frio e economiza energia.

*Limpar e arrumar a casa ajuda a perceber os "excessos": cortamos o supérfluo e lembramos-nos do necessário.


Se tiver tempo, faça o teste do Manual de Etiqueta Sustentável no link: http://planetasustentavel.abril.com.br/manual/

Blu-Ray Disc

O novo disco Blu-ray (sem o "e" do "blue", pois a letra foi removida do nome para permitir o registo da marca, já que o termo "blue ray" é usado frequentemente) chama a atenção entre os diferentes formatos de gravação. Saiba porque:


*Ele é baseado em uma mistura de um substrato de papel e um outro polímero, diferente dos discos tradicionais, cujo substrato é feito de policarbonato plástico. A substituição tem como resultado um disco em que o papel representa 52% do seu peso total (de acordo com a Sony) que ainda armazena até 25 GB.

*A troca do policarbonato pelo papel torna o disco mais seguro de destruir e menos prejudicial ao meio ambiente.

*A qualidade e a capacidade de armazenamento são maiores que as dos DVDs e HD DVDs, além de ser resistente a arranhões e gordura (Tecnologia Durabis II), ou seja, garantem uma melhor imagem e possibilitam a diminuição do uso de discos (= menos lixo).


 
Na hora de comprar um filme, que tal investir em um Blu-ray?

Papa-Pilhas - Banco Real

Pilhas e baterias no lixo comum? Não. Uma pilha pode levar séculos para se decompor, mas os metais pesados não se degradam. Nos lixões, o material tóxico das pilhas vaza e contamina tudo o que toca: solo, água e consequentemente vegetais e animais. O pior é que só depois de prejudicados é que nós procuramos mudar.

Bom, para quem não precisa ser prejudicado para se mexer, aqui vai a dica:

O programa Papa-Pilhas, iniciativa do Banco Real, recolhe pilhas e baterias portáteis usadas. Ele se encarrega da reciclagem que é feita por uma empresa especializada e licenciada (o banco é o responsável pelos custos de coleta, transporte e reciclagem dos materiais). Vale ressaltar que essa não é a única iniciativa “politicamente correta” do banco que apresenta todo um programa de sustentabilidade.

Os postos de coleta estão nas agências do Banco Real nas capitais brasileiras e em alguns municípios de São Paulo. A expectativa para 2010 é que todos os 479 municípios, onde há postos de atendimento do banco, tenham um posto de coleta.



Algumas dicas sobre o uso de pilhas e baterias:

*Colocar pilhas na geladeira não aumenta a carga, ao contrário, quando expostas ao frio ou calor o desempenho pode piorar.

*Retire-as se o aparelho for ficar um longo tempo sem uso, pois podem vazar.

*Não misture pilhas diferentes (alcalinas e comuns; novas e usadas). Isso prejudica o desempenho e a durabilidade.

*Prefira as pilhas e baterias recarregáveis ou alcalinas. Apesar de custarem um pouco mais, têm maior durabilidade.

*Não exponha pilhas e baterias ao calor excessivo ou à umidade. Elas podem vazar ou explodir.

Não custa nada guardar as pilhas gastas até o dia de ir ao banco.Vamos mudar?

Projeto Muda

Olá! Bem vindo ao blog Muda! Eis a síntese da criação do projeto:

Sala de aula: desperdício, acúmulo de lixo, desmatamento, efeito estufa, morte de animais, dados absurdos, SISTEMA FALHO, FALTA DE CARÁTER, ALUNOS REVOLTADOS, RECLAMAÇÃO, INTRIGA... intervalo. "O que você vai fazer no final de semana mesmo?"

Todos se chocam, todos reclamam do descaso do Governo, todos sentem raiva. Mas alguém realmente faz alguma coisa? Bom, daquela mesma sala de aula citada acima saiu um grupo de jovens extremamente irritado, mas que soube canalizar sua raiva em algo construtivo: um projeto de conscientização sócio-ecológico chamado Muda. Somos inexperientes, amadores, por assim dizer, mas cheios de vontade de aprender E fazer.

Aqui postaremos dicas, projetos, matérias e afins sobre ecologia, sustentabilidade e cidadania. Em breve postaremos sobre nossas conquistas.

Ideias para o blog? Mail us: oprojetomuda@gmail.com

Vamos Mudar?

Ocorreu um erro neste gadget